Acervo da Biblioteca Municipal de Sapé se perde e campanha é lançada para arrecadar livros

Acervo da Biblioteca Municipal de Sapé se perde e campanha é lançada para arrecadar livros

Reportagem do Portal GPS apura as condições do acervo bibliográfico da Biblioteca Municipal Augusto dos Anjos

A Biblioteca Municipal Augusto dos Anjos, em Sapé, passou recentemente por uma ampla reforma que reestruturou todo o telhado, pintura, troca de portas e janelas e incorporou o telecentro, ganhando também nova iluminação e mobiliário. A reforma veio após quase oito anos fechada por conta de problemas estruturais dos prédios da biblioteca e do telecentro, período em que o acervo bibliográfico foi se perdendo por diversos motivos apontados pelo ex-secretário municipal de Educação, Kildare Freitas.

Segundo Kildare, as reformas de quase 40 escolas municipais foram priorizadas para atender a rede de ensino e a biblioteca só passou por reformas no último ano do governo anterior. Perguntado sobre o acervo bibliográfico, o ex-secretário disse que, ao receber a pasta de Educação, se deparou com o prédio da biblioteca em ruínas, com goteiras que teria danificado parte dos livros e equipamentos que se encontravam nas dependências da biblioteca. “Quando chegamos lá em 2013, a biblioteca estava com problemas sérios de infiltração. Quando chovia, descia água como uma cachoeira na parede do meio. Então, muitos equipamentos e coisas que ali estavam foram prejudicados. Interditamos a biblioteca e com relação ao acervo, muitos livros eram didáticos, eu mesmo fiz doação de livros quando era diretor da Escola Gentil Lins. Os livros que não eram didáticos foram guardados e ao terminar, colocamos o acervo que tinha condição de ser colocado numa biblioteca daquele porte”. Explicou o ex-secretário.

Kildare disse que saiu da Secretaria de Educação em junho de 2020 para concorrer a cargo político, mas que participou da comissão de transição e que a atual gestão assinou documento em que tomou ciência do acervo bibliográfico, mobiliário e da nova estrutura da biblioteca municipal e que, em sua gestão, também foram criadas várias bibliotecas em diversas escolas municipais como a escola Pedro Ramos, Cassiano Ribeiro, Severino Alves e na Escola Maria Bernadete Montenegro, no Distrito de Renascença, e que essa ação era parte de um projeto de uma rede de bibliotecas pelo município.

Foto enviada por Kildare Freitas

Conversamos também a diretora da Biblioteca, Ana Maria Almeida Rodrigues, que disse ter encontrado poucos exemplares amontoados numa sala da biblioteca junto com material de limpeza. Ana Almeida disse que posteriormente recebeu duas caixas com livros em foram de doação anônima, e que nessas caixas existam livros com o carimbo da biblioteca.

Diante do número reduzido de livros e sem ter conhecimento do que foi feito do acervo histórico da biblioteca, Ana resolveu lançar uma campanha de arrecadação de livros, e vem recebendo exemplares de pessoas da comunidade, instituições e até universidades. Com essas doações, diz já ter pelo menos dobrado a quantidade de livros encontrada no prédio. “As doações não param de chegar. Nos próximos dias vamos receber doações volumosas de livros e essas doações estão servindo para ampliar e atualizar o acervo, mas os livros raros, de referência, não se encontram dentre os livros deixados no prédio após a reforma”, enfatizou Ana Almeida.

Ana disse ainda que a biblioteca não está aberta ao público por conta da pandemia de Covid-19 e por falta de mobiliário, já que no prédio não existem cadeiras, só há uma mesa e as prateleiras não são adequadas para uma biblioteca. “A procura é grande de alunos e pessoas que querem um espaço tranquilo para estudar para concursos, mas, infelizmente não dispomos de cadeiras, os livros ainda estão sendo catalogados e  arrumados, as prateleiras precisam se adequar à acomodação dos livros com bibliocantos por não ter apoio nas prateleiras e tudo isso nos impede de abrir as portas da biblioteca ao público. Estamos adquirindo novos móveis para complementar o mobiliário que encontramos.”, Complementou.

Pedagoga faz doação de livros para a Biblioteca Municipal

A diretora da biblioteca também nos apresentou um plano de ação que envolve diversas atividades culturais como saraus, lançamentos de livros, gincanas, concursos e parcerias com o Memorial Augusto dos Anjos que têm o objetivo de dinamizar as atividades culturais, literárias e turísticas do município.

Quem quiser fazer doações de livros, CDs, discos e fotografias pode se dirigir ao prédio da Biblioteca Municipal no horário comercial. Todos os doadores estão sendo catalogados para fazer parte desse momento histórico da biblioteca.

Da Redação do Portal GPS.

Redação GPS

Seu comentário é muito importante para nós.

Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.