Sapé registra mais de 15% de aumento de casos de Covid-19 em sete dias

Redação GPS em GPS
O site Gestão Pública e Sociedade - GPS (www.gestaopublicaesociedade.com.br) é uma iniciativa de cidadãos preocupados em acompanhar, interagir e participar da gestão pública, fiscalizando recursos, denunciando abusos e desvios, combatendo a corrupção e atuando ativamente através de ferramentas e instituições públicas, privadas e não governamentais para melhorar a qualidade da política e a eficiência e eficácia na gestão pública.
Redação GPS

Município tem 102 novos casos em uma semana. Total de casos confirmados é de 776 com 25 óbitos

O município de Sapé registrou o maior pico de casos confirmados de Covid-19 desde que o primeiro caso da doença foi diagnosticado no município em 12 de abril deste ano. O município registrou o centésimo caso 31 um dias depois (13/05). Agora, em apenas sete dias, 102 novos casos são registrados, chegando ao maior pico da epidemia no município. São 776 casos confirmados em Sapé nesta quarta-feira (22), com 25 óbitos.

Gráfico de casos diários no município de Sapé mostra pico de 60 casos confirmados em um só dia .

Os últimos óbitos confirmados no município foram de uma mulher de 63 anos de idade, que teve o início dos sintomas em 26/06, diabética, que veio a óbito em hospital público no último dia 21, e um homem de 72 anos, hipertenso, que apresentou sintomas da Covid-19 em 17/07 e veio a óbito em hospital público hoje (22). Ambos residiam em Sapé.

O prefeito Roberto Feliciano (Cidadania) vinha divulgando o boletim epidemiológico do município em seu Instagram pessoal, coincidentemente, há pelo menos uma semana que o boletim não consta da rede social. Não existe um canal oficial e institucional de divulgação no município e até os decretos municipais deixaram de ser editados. O Portal GPS utiliza os dados do Governo do Estado da Paraíba para divulgação e análises.

Uma prática adotada pela prefeitura de Sapé é o obituário. O que se encontra nos canais oficiais da edilidade são notas de falecimentos lamentando as mortes das vítimas da Covid-19 e de outras fatalidades no município.

Nas ruas é comum observar aglomerações, pessoas sem máscaras e o descaso generalizado no momento em que o município atinge picos de casos, notadamente observado um aumento nos últimos sete dias, período que coincide com a flexibilização do isolamento social e abertura do comércio local.

O aumento de casos confirmados por si só não indica que o município vá retroceder no sistema de bandeiras criado pelo Governo do Estado, já que outros itens como ocupação de leitos também são levados em conta, mas o fato aumenta o risco de contaminação e pode resultar em pacientes graves entubados e aumento no número de óbitos.

Da Redação do Portal GPS com dados do Governo do Estado da Paraíba

Sapé amplia flexibilização para nível de mobilidade reduzida de acordo com a bandeira amarela

Redação GPS em GPS
O site Gestão Pública e Sociedade - GPS (www.gestaopublicaesociedade.com.br) é uma iniciativa de cidadãos preocupados em acompanhar, interagir e participar da gestão pública, fiscalizando recursos, denunciando abusos e desvios, combatendo a corrupção e atuando ativamente através de ferramentas e instituições públicas, privadas e não governamentais para melhorar a qualidade da política e a eficiência e eficácia na gestão pública.
Redação GPS

3ª avaliação do Plano Novo Normal confere bandeira amarela para o município de Sapé. Shopping, comércio, camelôs, setor de serviços e escolinhas de esportes podem abrir seguindo normas de higiene e evitando aglomerações

O município de Sapé passou do nível de mobilidade restrita para o nível de mobilidade reduzida de acordo com a 3ª avaliação do Plano Novo Normal do Governo do Estado da Paraíba. Essa etapa avaliativa confere a Sapé a bandeira amarela que dá mais flexibilidade ao isolamento social imposto pela pandemia do novo Coronavírus. As novas bandeiras que estabelecem a matriz de orientação para a retomada gradual das atividades em toda a Paraíba já estão disponíveis na página  oficial do Governo do Estado (https://paraiba.pb.gov.br/diretas/saude/coronavirus/novonormalpb).

As cores das bandeiras subsidiam os gestores municipais na tomada de decisões acertadas para evitar o aumento da propagação do novo coronavírus, permitindo o retorno seguro e paulatino das atividades econômicas, levam em consideração as taxas de obediência ao isolamento, progressão de casos novos da Covid-19 e ocupação hospitalar e são analisadas cumulativamente em intervalos de 15 dias.

O prefeito de Sapé, Roberto Feliciano (Cidadania), tem seguido o Plano Novo Normal do Governo do Estado, assim, espera-se para as próximas horas o novo decreto municipal ratificando a 3ª avaliação o Plano, aplicando-se a flexibilização no isolamento social de acordo com a bandeira amarela em que o município foi enquadrado.

Os dados apontam que 182 (82%) municípios possuem bandeira amarela, onde residem 86,95% da população paraibana. Dentre os municípios que receberam a bandeira amarela nesta etapa estão Sapé, João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo, Guarabira, Itaporanga e Monteiro. Nenhum município da Paraíba obteve a bandeira vermelha na terceira avaliação, que tem vigência entre os dias 13 e 27 de julho. A classificação permite o funcionamento do comércio varejista e do transporte coletivo municipal, de acordo com os protocolos obedecidos pelas autoridades competentes.

Já Bayeux e Santa Rita, na Grande João Pessoa, se mantiveram com bandeira laranja. Princesa Isabel, Matureia e Bonito de Santa Fé, que antes estavam na bandeira amarela, passaram agora para a bandeira laranja e devem manter apenas o funcionamento de atividades essenciais, sem a necessidade de restrição de circulação de pessoas.

Os municípios de Barra de Santana, Belém do Brejo do Cruz, Matinhas, Santo André e São João do Rio do Peixe estão com sinalização verde, o que permite a retomada de todos os segmentos da atividade econômica, exceto atividades escolares e acadêmicas presenciais, levando em consideração os protocolos recomendados pelas autoridades sanitárias para cada área.  

Nos municípios com bandeira amarela, funcionam os já autorizados nas bandeiras vermelha e laranja, além de hotéis, pousadas e afins; comércio; shoppings centers; comércio popular (camelôs) e serviços em geral; escolinhas de esporte sem contato físico (natação e tênis, por exemplo).

Estão liberados para o funcionamento, em qualquer bandeira, salões de beleza e barbearias, atendendo exclusivamente por agendamento prévio e sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e observando todas as normas de distanciamento social; shoppings centers, exclusivamente para entrega de mercadorias por meio de (delivery), inclusive por aplicativos, e como pontos de retirada de mercadorias (drive trhu), vedado, em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências; as lojas e estabelecimentos comerciais, exclusivamente para entrega de mercadorias (delivery); missas, cultos e demais cerimônias religiosas poderão ser realizadas online, por meio de sistema de drive-in e nas sedes das igrejas e templos, neste caso com ocupação máxima de 30% da capacidade e observando todas as normas de distanciamento social; hotéis, pousadas e similares, exclusivamente para atendimentos relacionados à pandemia do novo coronavírus; estabelecimentos que trabalham com locação de veículos; e treinamentos de atletas profissionais, observando todas as normas de distanciamento social.

O plano ‘Novo Normal Paraíba’ foi viabilizado devido à consistente ampliação das capacidades de resposta do Sistema de Saúde paraibano; ao aumento da testagem da população; e aos avanços das medidas para desaceleração paulatina da disseminação do vírus; além da manutenção da menor taxa de letalidade da região Nordeste.

Da Redação do Portal GPS com dados do Governo do Estado da Paraíba.

NADA MUDA – Bandeira laranja mantém Sapé na mesma situação no isolamento social

Redação GPS em GPS
O site Gestão Pública e Sociedade - GPS (www.gestaopublicaesociedade.com.br) é uma iniciativa de cidadãos preocupados em acompanhar, interagir e participar da gestão pública, fiscalizando recursos, denunciando abusos e desvios, combatendo a corrupção e atuando ativamente através de ferramentas e instituições públicas, privadas e não governamentais para melhorar a qualidade da política e a eficiência e eficácia na gestão pública.
Redação GPS

Sapé registra 459 casos confirmados de Covid-19 hoje. São 84 casos a mais que na última avaliação de bandeira do município no último dia 13

O município de Sapé continua sob a bandeira laranja na segunda avaliação da situação dos municípios paraibanos com vigência a partir do próximo dia 29. Tudo continua da mesma forma da primeira avaliação pelo menos por mais 15 dias, ou seja, não houve avanços nas ações e medidas estratégicas de enfrentamento à pandemia decorrente do coronavírus.

O Boletim Epidemiológico do Estado registra 459 casos confirmados para Covid-19 em Sapé e a morte de uma mulher de 61 anos, cardiopata, portadora de neoplasia e imunossupressão. O início dos sintomas se deu em 28/05 e a mulher veio a óbito hoje (27) em hospital público. O município já registra 17 óbitos.

Gráfico do Governo do Estado mostra curva ascendente no município de Sapé e mostra divergência com os números do boletim epidemiológico do município

Mais uma vez os números oficiais do Estado e o Boletim do município divergem, deixando a população descrente nas estatísticas municipais, já que vários erros e divergências foram apurados nos números oficiais do município sem qualquer explicação por parte da Prefeitura.

A fragilidade do Boletim Epidemiológico Municipal é tanta que não existe um banco de dados para consultas, e os boletins diários são publicados nos stores do Instagram pessoal do prefeito, sendo removidos automaticamente num período de 24h pela rede social.

A matriz de orientação para retomada das atividades em todo o estado indica os segmentos autorizados a retomar atividades com mudanças no formato de funcionamento, independe de bandeira/fase e faz parte do Plano ‘Novo Normal Paraíba’. O plano foi desenvolvido pela Secretaria de Saúde e pela Controladoria Geral do Estado e é baseado em indicadores como a quantidade percentual de novos casos, letalidade (óbitos), ocupação da rede hospitalar da região e percentual de isolamento social.

O Governo do Estado manterá uma avaliação contínua das informações de todos os municípios paraibanos, levando em consideração a progressão de casos novos ao longo do dia, a taxa de letalidade, a obediência ao isolamento social e a taxa de ocupação de leitos, medidas em um intervalo de 15 dias.

Doze municípios caem em avaliação e devem ampliar isolamento social na Paraíba. Os dados demonstram que todos os municípios têm a necessidade de reforçar ações propostas pelos órgãos de Saúde para evitar uma maior propagação do coronavírus. De acordo com a Secretaria de Estado da Saúde (SES), a Paraíba registra, até o momento, 44.242 casos confirmados da Covid-19 e 896 óbitos.

Confira o que abre e o que permanece fechado de acordo com as bandeiras de cada município paraibano.

Da Redação do Portal GPS

Sapé recebe bandeira laranja e poderá flexibilizar o distanciamento social

Redação GPS em GPS
O site Gestão Pública e Sociedade - GPS (www.gestaopublicaesociedade.com.br) é uma iniciativa de cidadãos preocupados em acompanhar, interagir e participar da gestão pública, fiscalizando recursos, denunciando abusos e desvios, combatendo a corrupção e atuando ativamente através de ferramentas e instituições públicas, privadas e não governamentais para melhorar a qualidade da política e a eficiência e eficácia na gestão pública.
Redação GPS

Administração pública poderá adotar regime de home office. Salões de beleza, barbearias, missas e cultos podem abrir ao público obedecendo a critérios específicos

Governo do Estado da Paraíba divulgou, neste sábado (13), as bandeiras do plano ‘Novo Normal Paraíba’ que estabelecem a matriz de orientação para a retomada gradual das atividades em todo o Estado a partir da próxima segunda-feira (15). O município de Sapé e outros 125 municípios paraibanos receberam bandeira laranja e poderão flexibilizar algumas atividades privadas e adotar o regime de home office na administração pública. Apenas o município de Cacimbas recebeu a bandeira verde.

O sistema de bandeiras também será capaz de subsidiar os gestores municipais na tomada de decisões acertadas e seguras para a população dos 223 municípios da Paraíba.  De acordo com os dados já disponíveis no site do coronavírus (paraiba.pb.gov.br/coronavirus), 126 (56%) municípios estão enquadrados na bandeira laranja; 82 (37%) na bandeira amarela; 14 (6%) na bandeira vermelha;  e um (1%) na bandeira verde. Confira a lista completa dos municípios paraibanos e suas respectivas bandeiras.

Em Sapé e nos demais municípios sinalizados com bandeira laranja e vermelha, poderão funcionar atividades essenciais, como agropecuária; cadeia produtiva e atividades acessórias essenciais; bancos, casas lotéricas, correspondentes bancários e seguradoras; empresas de telecomunicação, comunicação e imprensa; distribuidoras e geradoras energia, atividades de extração, produção, siderúrgica e afins; transporte, armazenagem, empresas de logística, Correios e manutenção de veículos automotores; supermercados e afins; serviços de Saúde; tratamento de água e esgoto e coleta de resíduos; administração pública (observada a adoção regimes home office), além dos já sinalizados com adequações para funcionamento.

Será liberado para o funcionamento, em qualquer bandeira, salões de beleza e barbearias, atendendo exclusivamente por agendamento prévio e sem aglomeração de pessoas nas suas dependências e observando todas as normas de distanciamento social; shoppings centers, exclusivamente para entrega de mercadorias por meio de (delivery), inclusive por aplicativos, e como pontos de retirada de mercadorias (drive trhu), vedado, em qualquer caso, o atendimento presencial de clientes dentro das suas dependências; as lojas e estabelecimentos comerciais, exclusivamente para entrega de mercadorias (delivery); missas, cultos e demais cerimônias religiosas poderão ser realizadas online, por meio de sistema de drive-in e nas sedes das igrejas e templos, neste caso com ocupação máxima de 30% da capacidade e observando todas as normas de distanciamento social; hotéis, pousadas e similares, exclusivamente para atendimentos relacionados à pandemia do novo coronavírus; estabelecimentos que trabalham com locação de veículos; e treinamentos de atletas profissionais, observando todas as normas de distanciamento social.

Mesmo com a flexibilização do isolamento social no município, muitas pessoas preferem não se arriscar e permanecerão em casa, pois justificam que os números de infectados e casos suspeitos só crescem no município e temem pelas suas vidas e de seus familiares. O Boletim Epidemiológico aponta 375 infectados em Sapé neste Sábado (13).

O plano ‘Novo Normal Paraíba’ foi viabilizado devido à consistente ampliação das capacidades de resposta do Sistema de Saúde paraibano, com a oferta de mais de mil leitos para os cuidados demandados pela Covid-19 em toda a Paraíba; ao aumento da testagem da população; e aos avanços das medidas para desaceleração paulatina da disseminação do vírus; além da manutenção da menor taxa de letalidade da região Nordeste. As diretrizes também foram discutidas com representantes da sociedade civil e do setor produtivo, com o objetivo de implementar e avaliar ações e medidas estratégicas de enfrentamento à pandemia decorrente do coronavírus.

O Governo do Estado manterá uma avaliação contínua das informações de todos os municípios paraibanos, levando em consideração a progressão de casos novos ao longo do dia, a taxa de letalidade, a obediência ao isolamento social e a taxa de ocupação de leitos, medidas em um intervalo de 15 dias.

Da Redação do Portal GPS

Em Sapé – 04 óbitos, afrouxamento do isolamento e aumento exponencial de casos colocam o município em alerta

Redação GPS em GPS
O site Gestão Pública e Sociedade - GPS (www.gestaopublicaesociedade.com.br) é uma iniciativa de cidadãos preocupados em acompanhar, interagir e participar da gestão pública, fiscalizando recursos, denunciando abusos e desvios, combatendo a corrupção e atuando ativamente através de ferramentas e instituições públicas, privadas e não governamentais para melhorar a qualidade da política e a eficiência e eficácia na gestão pública.
Redação GPS

Chamada Pública de emergência anunciada pela prefeitura é esquecida em meio à crise epidemiológica do município. Ações sociais são assistencialistas e a informação é precária e confusa

A cada boletim epidemiológico divulgado, os casos de Covid-19 em Sapé se multiplicam juntamente com os óbitos e a ineficácia das ações da gestão pública no combate ao Coronavírus. Pessoas e veículos circulam como se nada estivesse acontecendo e populares reclamam que as autoridades não fazem cumprir os decretos estadual e municipal que regulamentam o isolamento social.

Já são 14 localidades com registros de casos de Coronavírus no município, dentre elas duas comunidades rurais. O centro comercial da cidade é o epicentro da epidemia com 26 casos confirmados, mesmo tendo uma baixa densidade demográfica, já que boa parte dos prédios é comercial. É no Centro que também se podem notar aglomerações em supermercados, ruas e agências bancárias.

O Executivo Municipal vem implantando ações cosméticas diante da crise epidemiológica, utilizando apenas como divulgação oficial os serviços de carro de som, posts nas redes sociais, interdição de ruas e publicação de boletins e decretos.

Idoso pede esmolas em frente a uma agência bancária em Sapé

A Chamada Pública de urgência divulgada através de edital para contratação emergencial de profissionais de saúde e apoio foi negligenciada pela Prefeitura, já que o resultado estava marcado para divulgação no Diário Oficial no último dia 5. Solicitamos informações oficiais, através do e-Sic, sobre o resultado da Chamada Pública visando criar cadastro de urgência para contratação de Agentes de Combate ao novo coronavírus (COVID-19), mas não obtivemos respostas.

O Edital trazia o prazo para inscrições para o cadastramento a que se refere a Chamada Pública que seriam recebidas unicamente via internet, no período de 27/04/2020 a 01/05/2020. A relação final dos cadastrados decorrente da chamada pública seria publicada no Diário Oficial dos Municípios, na data provável de 05/05/2020, contudo, até o fechamento dessa matéria, nenhum resultado do certame foi divulgado ou explicações foram dadas à população, demonstrando o amplo descaso com a transparência, eficiência e eficácia com os recursos públicos.

A comunicação oficial é confusa e ineficaz, realizada através do Instagram pessoal do prefeito ou em mensagem em carro de som. Já foram detectados até inconsistências e erros de dados nos boletins epidemiológicos do município. O sítio oficial da prefeitura, redes sociais e diário oficial trazem informações desatualizadas, fracionadas e muitas vezes dando caráter de propaganda da gestão pública. Não existe uniformidade entre as informações e até o vídeo gravado pelo prefeito, que aconteceu 48 dias depois de muita cobrança da população, não trouxe qualquer informação ou ação relevante.

O portal da transparência do município recebeu nota 4,45 do Tribunal de Contas do Estado e as solicitações de informações não são respondidas, mesmo sendo realizadas através do Sistema Eletrônico de Informação ao Cidadão (e-Sic), regulamentado pela lei de acesso à informação.

No boletim epidemiológico divulgado hoje (12), o município já totaliza 89 casos testados positivos para Covid-19, 116 casos suspeitos, 96 casos descartados, 31 recuperados e 04 óbitos. Três mortes registradas em um período de 72 horas. Os funerais estão sendo realizados de forma rápida, sem velórios ou acompanhamento dos familiares.

Os últimos óbitos em Sapé foram de um homem, idoso, 82 anos, com comorbidade, hipertenso, início dos sintomas no dia 01/05/2020 e uma mulher, adulta, 58 anos, diabética, início dos sintomas no dia 28/04/2020, ambos estavam internados em hospital público e tiveram óbito no dia de hoje.

Da Redação do Portal GPS com informações do Governo do Estado.

Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.