Contratados e comissionados representam mais de 25% do quadro de servidores da Prefeitura de Sapé

Contratados e comissionados representam mais de 25% do quadro de servidores da Prefeitura de Sapé

Já são quase 500 contratados por excepcional interesse público. Salários chegam a 20 mil Reais

Mesmo com escolas e várias repartições públicas fechadas por conta da pandemia de Covid-19 e diante da anunciada economia para enfrentar uma suposta calamidade financeira e administrativa no município, o número de servidores contratados por excepcional interesse público em Sapé cresce assustadoramente a cada mês. No primeiro mês na nova gestão municipal, a prefeitura já havia celebrado 344 contratos. Em fevereiro o número de contratados cresceu para 474, um aumento de 38% em um único mês. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado (TCE-PB) e são referentes aos meses de janeiro e fevereiro deste ano.

Já o número de comissionados é de 196 e, juntamente com os 474 contratados, já totalizam mais de 25% do número de servidores. Aposentados e pensionistas representam 23,17%, efetivos são 50,34% e os eletivos (prefeito, vice e conselheiros tutelares) e servidores à disposição de outras instituições complementam o quatro geral de servidores do município. Os contratados custaram ao município em fevereiro o montante de R$ 1.121.036,24.

No final do ano passado, o então prefeito empossado, Sidnei Paiva (podemos), questionou no Ministério Público a nomeação de 303 concursados pela gestão anterior alegando não teria recursos para pagar os salários. Apesar da inclusão dos novos concursados, o quadro de contratados não para de crescer, mesmo com várias repartições fechadas por conta da pandemia e da calamidade financeira decretada no município, que teve o decreto reeditado prorrogando o prazo por mais 90 dias.

Dentre os contratados existem médicos e enfermeiros, necessários nesse
momento de pandemia, mesmo que o município não seja referência no atendimento da Covid-19 e nem possua sequer um único leito de UTI, mas boa parte dos contratados está em cargos de apoio como vigilantes, vigias, recepcionistas, motoristas, cozinheiras, cuidadores, auxiliares de serviços gerais, roupeiros, maqueiros, dentre outros. Estes funcionários estão distribuídos na Prefeitura, Secretaria de Desenvolvimento Social e Secretaria de Saúde. Os salários variam de R$ 1.100,00 a R$ 20.000,00.

Vejam abaixo a lista de contratados e os respectivos salários no mês de Fevereiro/2021. Os dados são do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba:

Da Redação do Portal GPS com dados do TCE-PB.

Redação GPS

Seu comentário é muito importante para nós.

Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.