EM SAPÉ – Assentamento  usa energia solar em irrigação e reduz custos na produção de hortaliças

EM SAPÉ – Assentamento usa energia solar em irrigação e reduz custos na produção de hortaliças

A utilização de energia solar na irrigação para a produção de hortaliças por agricultores familiares está possibilitando agregar valor aos produtos agroecológicos e, consequentemente, aumentar a lucratividade por parte dos produtores. Um exemplo vem do município de Sapé.

A energia solar é uma ótima aliada dos agricultores familiares, oferecendo diversos recursos que facilitam a produção, a um menor custo, agregando valor aos produtos. Um exemplo está no município de Sapé, na Paraíba, onde o Assentamento 21 de abril usa a energia solar na irrigação para a produção de hortaliças, aumentando sua produção e lucratividade do negócio, com a redução de custos oferecido pelo sistema.

Toda a produção – couve, cebolinha, alface, coentro, hortelã, pimentão, agrião, rúcula e abobrinha – é comercializada em duas feiras que ocorrem em Sapé.

O espaço ocupado, de um dos assentados, para a plantação tem menos de um hectare de terra, com assessoramento técnico continuado por parte da Empresa Paraibana de Pesquisa, Extensão Rural e Regularização Fundiária (Empaer), vinculada à Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca (Sedap).

Foi adquirido um kit de energia fotovoltaica por meio do Programa de Apoio a Projetos de Infraestrutura e Serviços em Territórios Rurais (Proinf) da Secretaria Especial de Agricultura Familiar e do Desenvolvimento Agrário (Sead).

Hoje, diversos projetos de irrigação contam com um alto custo de manutenção por conta do bombeamento de água que convencionalmente utiliza energia elétrica para o pleno funcionamento. Por conta disso, muitos agricultores têm adotado em suas propriedades sistemas de irrigação por energia solar como forma de aproveitar a alta incidência dos raios solares e baixo custo da manutenção. Ao aliar o kit de irrigação solar com a funcionalidade de um poço artesiano, o agricultor pode dar início a uma das mais inovadoras soluções de irrigação que vêm conquistando adeptos, principalmente, no Nordeste.

O sistema solar fotovoltaico é composto por painéis solares, inversor solar, sistema de fixação das placas solares, cabeamentos, conectores e outros materiais elétricos padrões.

A geração de energia solar fotovoltaica não utiliza nenhum tipo de combustível e não envolve emissões de gases de efeito estufa. Por isso, é considerada uma fonte renovável, limpa e sustentável.

Com o sistema on grid (que é conectado diretamente à rede elétrica), é possível reduzir o consumo da energia elétrica e até utilizar o excedente produzido. Assim, para quem adota a energia solar, a economia na conta de energia chega até a 95%, já que ainda é preciso pagar a taxa básica de funcionamento para a fornecedora.

Do Portal GPS com informações do Governo do Estado da Paraíba

Redação GPS

Seu comentário é muito importante para nós.

Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.