EM SAPÉ – Prefeito se “apropria” de programa do Governo do Estado, promove aglomeração e tira fotos com “quentinhas”

EM SAPÉ – Prefeito se “apropria” de programa do Governo do Estado, promove aglomeração e tira fotos com “quentinhas”

Programa “Tá na Mesa” fornecerá 552.200 almoços por mês em 83 municípios ao preço de R$ 1,00. Investimento do Tesouro Estadual ultrapassa R$ 4 milhões mensais 

O programa “Tá na mesa” é uma ação de caráter emergencial com o objetivo de promover assistência alimentar, pelo período de no mínimo três meses, aos segmentos mais vulneráveis da população em 83 municípios paraibanos onde não há Restaurantes Populares. Serão mais de 552.200 almoços por mês, repassados para a população pelo preço de R$ 1,00. Um investimento do Tesouro Estadual que ultrapassa R$ 4 milhões mensais. 

O Programa prevê o fornecimento de 250 refeições diárias para 54 municípios que possuem entre 10 mil e 20 mil habitantes; e de 400 refeições diárias em 29 municípios com população acima de 20 mil habitantes. Com isso, o programa fomentará a rede de comércio de alimentação dos municípios e toda a cadeia de abastecimento que fornecem suprimentos a esses comércios, como os produtores rurais e orgânicos, os produtores de descartáveis e as rede atacadista de distribuição de alimentos. 

Em Sapé, o Programa ganhou contornos de ação do governo municipal, em que o marketing institucional colocou o prefeito Sidnei Paiva (Podemos), secretários e alguns vereadores à frente do programa que não tem qualquer contrapartida da prefeitura. Mesmo o Programa sendo bancado pelo Governo do Estado e pelos usuários que pagam R$ 1,00 pela refeição, e a execução do programa ocorrendo no prédio do Centro Social Urbano (CSU), do Governo do Estado, o prefeito, secretários e vereadores compareceram ao evento de inauguração para tirar fotos e fazer discursos como se fosse uma ação da gestão municipal.  

A “apropriação” do programa deu direito até a fotos com “quentinhas” e exposição das pessoas que compareceram ao local por se encontrarem em estado de vulnerabilidade social. No local também houve aglomeração de pessoas sem qualquer controle em relação aos protocolos sanitários.

Além de atender pessoas em situação de vulnerabilidade, o ‘Tá na mesa’ irá fomentar economias locais, com a contratação de restaurantes dos municípios contemplados para o fornecimento das refeições. O governador João Azevêdo destacou a iniciativa da gestão estadual para garantir refeição de qualidade para as pessoas em situação de vulnerabilidade social. “Esse programa funcionará nos moldes dos Restaurantes Populares ao preço de R$ 1,00 e o Estado assumirá a diferença do valor”, ressaltou o governador. 

O chefe do Executivo estadual também ressaltou as ações do Governo do Estado para ampliar o número de Restaurantes Populares no estado, que também serão instalados em Monteiro, Cajazeiras, Pombal, Guarabira e São Bento, e do programa Prato Cheio, que já distribui cerca de 4.500 refeições em João Pessoa e Campina Grande, diariamente. “Esses programas têm um alcance muito grande e o governo tem se esforçado para garantir a dignidade das famílias e estamos tratando de ações que visam respeitar os paraibanos”, acrescentou. 

Confira abaixo a relação dos municípios contemplados com o programa ‘Tá na mesa’: 

1- Bayeux 
2- Cabedelo 
3- Cajazeiras 
4- Guarabira 
5- Sapé 
6- Mamanguape 
7- Queimadas 
8- São Bento 
9- Monteiro 
10-Esperança 
11-Pombal 
12-Catolé do Rocha 
13-Alagoa Nova 
14- Lagoa Seca 
15-Solânea 
16-Conde 
17-Itaporanga 
18-Itabaiana 
19-Rio Tinto 
20-Princesa Isabel 
21-Areia 
22-Caaporã 
23-Mari 
24-Bananeiras 
25-Alagoa Grande 
26-Araruna 
27-Cuité 
28-São José de Piranhas 
29-Remígio 
30-Alhandra 
31-Pitimbu 
32-Aroeiras 
33-Conceição 
34-Itapororoca 
35-Picuí 
36-Pocinhos 
37-Ingá 
38-Juazeirinho 
39-São João do Rio do Peixe 
40-Boqueirão 
41-Belém 
42-Cruz do Espírito Santo 
43-Cacimba de Dentro 
44-Sumé 
45-Araçagi 
46-Piancó 
47-Barra de Santa Rosa 
48-Coremas 
49-Taperoá 
50-Santa Luzia 
51-Uiraúna 
52-Teixeira 
53-Tavares 
54-Alagoinha 
55-Jacaraú 
56-Brejo do Cruz 
57-Gurinhém 
58-Massaranduba 
59-Serra Branca 
60-Puxinanã 
61-Arara 
62-Mogeiro 
63-Lucena 
64-Paulista 
65-Salgado de São Félix 
66-Bonito de Santa Fé 
67-Pilar 
68-Imaculada 
69-São Sebastião de Lagoa de Roça 
70-Fagundes 
71-Itatuba 
72-Manaíra 
73-Tacima 
74-São Vicente do Seridó 
75-Juripiranga 
76-Nova Floresta 
77-Pirpirituba 
78-Natuba 
79-Dona Inês 
80-Água Branca 
81-Cachoeira dos Índios 
82-Pedras de Fogo 
83-Soledade 

Veja abaixo o edital do Governo do Estado.

Da Redação do Portal GPS com informações da Secom PB. 

Redação GPS

Seu comentário é muito importante para nós.

Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.