Polícia prende mulher que disse ter encontrado bolsa com R$ 47 mil por suspeita de estelionato qualificado

Polícia prende mulher que disse ter encontrado bolsa com R$ 47 mil por suspeita de estelionato qualificado

Um caso de repercussão nacional envolvendo a devolução de quase R$ 50 mil não passou de uma armação para gerar credibilidade em novo golpe. Isso porque Katia Daiane, que entrou em contato com os apresentadores Samuka Duarte e Diego Lima, no programa Paraíba Verdade, do Sistema Arapuan de Comunicação, ao afirmar ter encontrado a quantia de R$ 47 mil em uma bolsa na cidade de Sapé e ter devolvido o valor na íntegra ao verdadeiro dono, foi presa na manhã deste sábado (14), após a Polícia Civil, através de investigações, concluir que a história era falsa e a mesma já havia aplicado um golpe semelhante na cidade de Bananeiras.

Segundo as investigações, a suspeita havia organizado um bingo beneficente em prol de uma falsa cirurgia da filha na cidade de Bananeiras. Nele, ela arrecadou aproximadamente R$ 18 mil. Após isso, Katia desapareceu da cidade com a quantia e surgiu novamente em Sapé, onde iniciou uma nova trama.

Em nova aparição, Daiane entrou em contato com os apresentadores do programa Paraíba Verdade, onde se passou por vítima e disse que havia perdido a quantia de R$ 47 mil. Minutos após, ela voltou a ligar, dessa vez com um número diferente para a Rádio Arapuan, e afirmou que tinha encontrado o valor dentro de uma bolsa.

Com o desdobramento do caso e a repercussão nacional que ele ganhou, já que a mesma afirmou ter recebido apenas R$ 100 de recompensa pela devolução, Samuka Duarte resolveu leva-la ao programa Cidade em Ação, da TV Arapuan. Nele, a intenção era ajudar a mulher que alegou viver em condições precárias em Sapé. Através da audiência da TV Arapuan, ela conseguiu um curso de enfermagem e outras doações.

Ainda durante a exibição do programa, telespectadores de Bananeiras começaram a entrar em contato com a produção da TV Arapuan e afirmaram que haviam sido lesadas por Katia Dayana na cidade por meio do falso bingo. A produção do programa fez um levantamento das informações e repassou tudo a Polícia Civil, que de imediato abriu inquérito para investigar o caso. Com os desdobramentos, foi descoberto que já havia um processo aberto contra ela por estelionato qualificado na cidade localizada no Brejo do Estado. Diligências foram feitas em Sapé e ela foi presa em flagrante na manhã deste sábado.

“Eu fiquei triste, arrasado com essa situação. Foi um constrangimento que falta até palavras para narrar. A gente faz um trabalho sério para ajudar famílias carentes, amenizar o sofrimento das pessoas, e acontece isso. Deu até vontade de chorar na hora da prisão dessa senhora. Nós pegamos ela em casa, trouxemos para João Pessoa, tentamos ajudar, mas nem coragem de pedir desculpas a Paraíba ela teve”, desabafou o apresentador Samuka Duarte.

Em contato com a reportagem do Portal Paraíba, o delegado titular da Seccional de Santa Rita, Carlos Othon, responsável pelas investigações, apontou a frieza da mulher. “Foi algo de uma perplexidade muito elevada, ela se aproveitou do momento de pandemia e construiu uma tese, uma narrativa mentirosa para comover a sociedade. É difícil de acreditar que ainda existe pessoas que ajam dessa maneira”, afirmou.

Katia Daiane foi presa em flagrante e encaminhada para Delegacia Distrital de Santa Rita, onde deve passar por audiência de custódia.

Do Portal Paraíba.com

Redação GPS

Seu comentário é muito importante para nós.

Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.