Prefeito de Sapé sofre primeira grande derrota na Câmara e vai recorrer à justiça para anular sessão. Presidente da Câmara disse que foi ameaçado de morte

Prefeito de Sapé sofre primeira grande derrota na Câmara e vai recorrer à justiça para anular sessão. Presidente da Câmara disse que foi ameaçado de morte

Câmeras flagram explosão de bomba caseira durante sessão da Câmara Municipal de Sapé. Emenda à reforma da previdência municipal é aprovada com voto do presidente. Abraão Júnior diz que foi ameaçado de morte e prefeito insinua chantagem

A guerra foi decretada entre a maioria dos vereadores da Câmara Municipal de Sapé e o Executivo com direito a ameaças, postagem polêmica do Prefeito Sidnei Paiva (Podemos) e derrota no voto ao projeto de reforma de previdência proposto pelo Executivo. Uma emenda foi aprovada por 8 votos favoráveis, dos vereadores de oposição e do grupo independente contra 7 abstenções, da bancada do governo. A emenda atende aos interesses dos servidores municipais, que procuraram minimizar os prejuízos impostos pelo projeto original enviado à Câmara pelo prefeito.

A sessão que apreciou o projeto e a emenda (1ª sessão ordinária do 2º período legislativo) realizada na manhã de hoje (03), foi bastante tumultuada, com troca de farpas entre os vereadores e torcida organizada dos servidores que ocuparam as galerias da Câmara. Uma bomba caseira chegou a ser acionada causando um início de tumultuo. Segundo o presidente da Câmara, Abraão Júnior (Podemos), o artefato foi acionado por um servidor contratado da Prefeitura, que chegou a ser levado à delegacia de polícia. Outros vereadores também denunciaram a presença de contratados e comissionados promovendo badernas nas dependências da Câmara, em pleno horário de expediente no Executivo. Veja nos vídeos abaixo o momento da explosão da bomba.

Com a aprovação da emenda 002/20021, o aumento de alíquotas foi rateado no sistema progressivo. Também foi reduzida a taxa de administração do Prev-Sapé de 3% para 2%, dentre outros benefícios reivindicados pelos servidores municipais. Mesmo atendidas as reivindicações, a categoria ainda considera que só foram minimizados os prejuízos impostos pelo prefeito.

Ameaças de morte X caveira maldita

O presidente da Câmara Municipal de Sapé, Abraão Júnior, disse que vem sofrendo ameaças através das redes sociais. Segundo Abraão, até ameaças de morte foram enviadas por conta de sua postura independe em relação ao Executivo. “Fui atacado e ameaçado de morte, mas estou tomando as providências. Quando eu assumi essa Casa tentaram fazer puxadinho da Prefeitura, mas enquanto eu estiver aqui vai ser independente”. Enfatizou o presidente Abraão Júnior em pronunciamento da Câmara. O Portal GPS teve acesso a uma dessas postagens em que um suposto “fake” envia uma dessas ameaças.

Já o prefeito Sidnei Paiva publicou uma postagem insinuando chantagem e destacando a hashtag “caveira maldita”. A postura pouco institucional do prefeito chocou muita gente . Semana passada, um dos secretários do prefeito se envolveu em agressões verbais envolvendo funcionários da Câmara e vereadores. O fato ocorreu no anexo da Câmara.

Diante de brigas, ameaças de morte e insinuação de chantagem, o clima entre Executivo e Legislativo é de guerra e a situação impôs a primeira grande derrota do Executivo na Câmara. Assessores já dizem que o prefeito vai judicializar a questão recorrendo do resultado da votação de hoje na Câmara. Para a mesa da Câmara, o fato de os vereadores da bancada do governo se absterem da votação mesmo estando presente ao plenário, já indica a estratégia antecipada de acionar a justiça para tentar reverter a derrota.

No início do ano, prefeito apresentou o projeto 0001/2021 da reforma da previdência impondo alíquotas de contribuição previdenciária de 11% para 14%, aumento da taxa de administração do Prev-Sapé para 3% e ampliando a idade mínima para aposentadoria. Os servidores se mobilizaram e ganharam o apoio de maioria dos vereadores para tentar minimizar os prejuízos do projeto.

O prefeito negou informações contábeis e financeiras e não apresentou o cálculo atuarial para justificar as elevações das contribuições, e a maioria dos vereadores não quis carregar a imagem negativa de votar “no escuro” nem se indispor com os servidores municipais.

Veja o placar da votação:

  • VOTARAM A FAVOR DA EMENDA PROPOSTA EM ACORDO COM OS SERVIDORES MUNICIPAIS:
  • ABSTENÇÕES:

Assista à sessão completa da votação na Câmara Municipal no llink abaixo.

https://www.facebook.com/camarasapeoficial/videos/1047098232491165


O Portal GPS divulga com exclusividade a emenda 002/2021 aprovada.

Da Redação do Portal GPS.

Redação GPS

Seu comentário é muito importante para nós.

Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.