Presidente do PT rebate Flavinho Feliciano e diz que partido não conversa com aliados de Bolsonaro

Presidente do PT rebate Flavinho Feliciano e diz que partido não conversa com aliados de Bolsonaro

Edmilson Pequeno disse que não existe possibilidade de o PT de Sapé fazer coligação com partidos que apoiaram o “golpe” contra Dilma e que apoiam Bolsonaro

O presidente Diretório do Partido dos Trabalhadores de Sapé, Edmilson Pequeno, reagiu à matéria do Progressistas de que o PT estaria conversando para uma futura coligação para as eleições deste ano. Edmilson disse que o partido não fará coligações com legendas e candidatos que apoiam Bolsonaro ou que participaram do “golpe” contra a ex-presidente Dilma Rousseff.

Edmilson desmentiu a fala do presidente do Progressistas, Flavinho Feliciano, de que o PT estaria em rota de apoio à pré-candidatura que visa a continuidade da atual gestão municipal. “As palavras do presidente do Progressistas foram ambíguas com relação ao PT. É preciso deixar claro que não houve e não há conversas com o Progressistas para as eleições de 2020. O provável pré-candidato deles é um conhecido eleitor de Bolsonaro e apoiador do deputado Aguinaldo Ribeiro, que não só apoiou o golpe contra a presidenta Dilma, como também é um dos principais apoiadores do governo Bolsonaro na Câmara dos Deputados.” Ressaltou.

Edmilson explicou que o PT participou da administração do prefeito Roberto Feliciano tendo o vice-prefeito nos dois mandatos, mas o vice-prefeito Edson Figueiredo não pertence mais aos quadros do PT e o prefeito Roberto Feliciano não está mais no PSB, assim, não existe mais ligação entre o Partido dos Trabalhadores e a atual administração. “Não participamos mais do atual governo e as legendas do prefeito e vice mudaram, assim o PT não tem mais nenhum compromisso com a atual administração nem com uma continuidade dessa gestão, até porque o pré-candidato que representa essa continuidade faz parte de uma legenda e apoia deputados contrários aos projetos do PT em nível nacional, e nós somos coerentes, pois o PT é o mesmo em todas as esferas partidárias.” Disse Edmilson Pequeno.

O presidente do PT disse que a decisão de não apoiar o Progressistas não é uma posição pessoal ou de um grupo dentro do PT, pois se trata de uma definição nacional do partido, e qualquer filiado que apoiar posições contrárias não estará respaldado pelo partido.

Da Redação do Portal GPS com informações do Diretório do PT.

Redação GPS

Seu comentário é muito importante para nós.

Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.