Sapé já é o 4º município na Paraíba em número de infectados pela Covid-19

Sapé já é o 4º município na Paraíba em número de infectados pela Covid-19

Nenhum leito de UTI e o aumento do número de casos assusta a população enquanto a Câmara vota amanhã projeto ambiental em sessão extraordinária

Os dados dos boletins epidemiológicos divulgados no início da noite de hoje (03) demonstram a forte tendência de crescimento do número de casos de Covid-19 em Sapé, que ocupa agora o quarto lugar no macabro ranking de infectados no Estado, ultrapassando Bayeux e Cabedelo e ficando atrás apenas de João Pessoa, Campina Grande e Santa Rita. Em Sapé já são 45 casos confirmados. O número de recuperados e óbitos permanece estável com 07 e 01 caso respectivamente.

A população cobra a aplicação de mais de R$ 836 mil repassados à saúde do município pelo Governo Federal, mas o Poder Executivo apenas promove interdições em ruas, coloca carro de som e edita decretos. O município não possui um único leito com Unidade de Terapia Intensiva (UTI) enquanto dispõe de um prédio recém-concluído da futura Unidade de Pronto Atendimento (UPA) que se encontra fechado, local que poderia ser destinado a um hospital de campanha em parceria com outras esferas governamentais.

Já a Câmara Municipal de Sapé realiza amanhã (04) sessão extraordinária presencial para votar assuntos relacionados à legislação ambiental e suplementação orçamentária.  Até o pároco da cidade fez cobranças, em plena missa, ao poder público para socorrer a população que passa fome e pena nas intermináveis filas diárias em frente à agência da Caixa Econômica para receber o auxílio emergencial do Governo Federal.

Já são 12 localidades nas zonas urbana e rural infectadas pelo vírus no município e o fechamento do comércio para manter o distanciamento social agrava a crise enquanto o município não oferece qualquer tipo de assistência aos feirantes, pequenos comerciantes, alunos da rede pública e à população carente e desassistida do município.

Redação GPS
Protegido por Direitos Autorais. Compartilhe o conteúdo usando os botões das redes sociais no final da matéria.